Divulgação

Um grupo de moradores de Wanderlândia, na região norte do Tocantins, resolveu se unir e promover uma boa ação para os caminhoneiros que passam pela região. Eles estão doando marmitas para os motoristas porque os restaurantes nas margens das rodovias estão fechados devido decretos municipais de restrição para combater a disseminação do coronavírus.

A ideia surgiu após um dos moradores postar, em um grupo de WhatsApp, imagens de um caminhoneiro lamentando que não tinha encontrado onde comer. “Joguei no grupo para a gente elaborar uma vaquinha e muita gente ajudou. Temos um parceiro que é o Edson do restaurante, que colocou o preço do marmitex mais barato para a gente fazer essa ação”, explicou o comerciante Weligton Mendes.

Segundo ele, foram doadas 40 marmitas para os caminhoneiros que passaram pela BR-153 em Wanderlândia, entre esta quarta-feira (25) e quinta-feira (26). A ação deve continuar nos próximos dias, dependendo do apoio dos moradores da cidade.

“Ontem foi fechado em Araguaína todos os restaurantes e Darcinópolis também fechou. Cada um fazendo um pouquinho o negócio anda e a gente consegue ajudar esse pessoal porque sem eles o negócio não anda. Tomara que outras cidades se organizem para ajudar esse pessoal para não parar”, disse.

Pelo menos 32 municípios do Tocantins editaram decretos limitando o funcionamento do comércio em medida de prevenção ao coronavírus, conforme o último levantamento da Polícia Militar. Em algumas cidades as restrições estão sendo revistas após recente pronunciamento do presidente da república.

Divulgação
Comentários do Facebook