Divulgação

Um aluno de 13 anos foi acusado de ameaçar matar um colega em uma escola municipal de Patos de Minas, em Minas Gerais. Ele foi levado para a delegacia após publicar conteúdo agressivo nas redes sociais, insinuando um possível massacre.

Segundo a Polícia Militar, em umas das postagens, ele mostrava um jogo de tiro no computador, e, ao lado da mesa, uma espingarda, com os dizeres: “Massacre confirmado, galera. Faltem amanhã!”

Em uma outra fotografia, a arma estava sendo apontada para a tela do computador, e escrito: “O primeiro vai ser o [nome de um colega da escola de 12 anos]”.

Quando a polícia chegou à escola, não foi constatado nada de diferente na mochila do garoto. Então, sua mãe, de 56 anos, foi chamada ao local. Ela levou a espingarda em questão para a escola, mas disse desconhecer as ameaças, pois sempre acompanha os status do filho nas redes sociais, e não viu nada sobre o assunto.

O adolescente, porém, afirmou que bloqueou os pais nas redes sociais, e que estava apenas fazendo um “humor negro”. Disse que há muito tempo a possível vítima do ataque fazia bullying com ele, e que só queria assustá-lo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui