Divulgação

O novo escolhido para ocupar a chefia do Ministério da Educação  do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder e deve ser nomeado ainda nesta sexta-feira (03/07).

O nome de Feder foi cotado para a pasta na última semana, logo após a saída de Abraham Weintraub do comando do ministério. O secretário, no entanto, foi preterido por Bolsonaro, que optou por chamar Carlos Alberto Decoletti – escolha da ala militar do governo.

Decotelli teve a nomeação tornada sem efeito nessa quarta-feira (1/7) após vir a público que seu currículo tinha uma série de irregularidades, como um doutorado e um pós-doutorado que nunca existiram. Feder é uma indicação do governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), muito próximo aos partidos do bloco conhecido como Centrão.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui