Não houve alteração no número de diagnósticos comprovados do novo coronavírus (Covid-19) neste início de semana em Palmas, que segue com nove casos confirmados e aumentou para 105 descartados, nesta segunda-feira, 30. Os casos suspeitos chegaram à marca de 473, levando em consideração que todas as síndromes gripais passaram a constar na ficha de notificação municipal como casos suspeitos de Covid-19.

As informações são do Boletim Epidemiológico, publicado diariamente pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE-Palmas Covid-19). O documento também destaca as principais ações de prevenção e enfrentamento à pandemia na Capital.

Vacinação contra a Influenza

O Boletim Epidemiológico de hoje relembra que o Ministério da Saúde antecipou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza com o objetivo de reduzir o número de casos de síndromes gripais. Além disso, a estratégia é auxiliar os profissionais da Saúde a descartarem a Influenza durante a triagem para diagnósticos de casos de Covid-19, pois muitos já estarão imunizados contra a gripe.

Em Palmas, a Campanha de Vacinação contra a Influenza reiniciou nesta segunda-feira, 30, nos Centros de Saúde da Comunidade. O público-alvo desta primeira etapa são idosos acima de 60 anos e profissionais da Saúde. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é imunizar 10.578 idosos e 9.264 trabalhadores da Saúde na Capital. No final desta tarde, a meta para os idosos já tinha sido superada em mais de 100%, somando 11.102 pessoas com mais de 60 anos imunizadas.

A principal estratégia adotada pela Secretaria Municipal da Saúde (Semus) para alcançar os profissionais da Saúde é levar as doses até os hospitais e demais unidades de saúde. A justificativa é que isso evita aglomerações nos Centros de Saúde e também traz facilidade aos profissionais que, em grande parte, estão na linha de frente do combate ao coronavírus (Covid-19). Até o final da tarde desta segunda, haviam sido imunizados 3.945 trabalhadores da Saúde.

O Boletim informa também que a maioria das notificações para síndromes gripais estão sendo feitas nos Centros de Saúde da Comunidade (CSCs) de Palmas e nos hospitais particulares. Isso releva que a população sabe da importância de procurar os CSCs ao sentir sintomas leves, evitando assim a superlotação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e outros serviços de urgência e emergência. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 90% dos casos suspeitos de coronavírus podem ser atendidos nos Centros de Saúde.

Veja o Boletim Epidemiológico completo aqui.

Comentários do Facebook