Divulgação

Foi anulada pela Justiça a sessão de posse dos vereadores, prefeito e vice-prefeito de Almas, sudeste do estado. A decisão se dá porque o parlamentar reeleito Narciso Marcos Borges (MDB), que é alvo de um mandado de prisão por extorsão e está foragido da polícia, enviou um representante com uma procuração para assumir o cargo no dia 1º de janeiro.

A anulação é por conta da “existência de irregularidades ocorridas na sessão”. Além de tomar posse no lugar do vereador foragido, José Junior Gonçalves participou da votação para escolha da mesa diretora e foi decisivo no resultado.

A situação causou revolta na chapa derrotada, que entrou na Justiça para tentar cancelar a sessão.

Conforme a decisão, “a sessão solene deve ser anulada por haver sido realizada em desacordo com as regras do Regimento Interno da Câmara Municipal de Almas […] tanto a posse do vereador quanto a eleição da Mesa Diretora da Câmara, deixaram de atender os dispositivos legais da Lei Orgânica”

Entre os termos do regimento interno da Casa de Leis está a proibição de posse de vereador por procuração.

Por telefone, a presidente da câmara de Almas, Karla Taiana, disse que ainda não foi notificada da decisão.

A Polícia Civil informou na tarde desta segunda-feira (11/1) que ainda “não conseguiu efetuar o cumprimento do mandado de prisão em aberto contra o vereador que permanece foragido”.

Narciso Marcos, conhecido como Marcão da Caçamba, é o vereador que se envolveu em uma polêmica no dia das Eleições de 2020. Conforme divulgado pela polícia na época, dois moradores da cidade fizeram uma aposta sobre o resultado da votação para vereador.

O eleitor que apostou em Marcão da Caçamba venceu a disputa, mas como o amigo não quis pagar o valor combinado, o vencedor chamou o próprio vereador para ajudar a cobrar a dívida.

O homem de 45 anos que tinha feito a aposta foi preso por extorsão. Ele confessou o crime e disse que iria dividir o dinheiro com o parlamentar. Marcão da Caçamba teve o mandado de prisão decretado em dezembro e ainda não foi localizado.

Ele é vereador em Almas desde 2012 e foi reeleito nas últimas eleições, com 238 votos, para exercer o terceiro mandato consecutivo.

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui