Divulgação

A Justiça determinou que as obras de ampliação do Cemitério Municipal de Dianópolis seja suspensas. A medida foi tomada após uma vistoria do Ministério Público encontrar ocupação desorganizada, túmulos mal conservados e problemas como a falta de um sistema de drenagem adequado para as sepulturas.

O cemitério em questão fica no setor Bela Vista. Segundo a promotora Luma Gomides, a prefeitura da cidade não informou se chegou a pedir licença ambiental para realizar a ampliação e por isso foi necessário pedir que o Naturatins também faça uma vistoria para apurar eventuais danos no local. Por causa da situação de pandemia, ainda não há prazo para isso acontecer.

Segundo a Ação Civil Pública (ACP) que levou a suspensão da obra, além de riscos ao meio ambiente, a aplicação pode prejudicar também a saúde dos moradores próximos, além de representar desperdício de dinheiro público.

Se o município desobedecer a medida, ficou determinado ainda o bloqueio e sequestro de valores do prefeito Gleibson Moreira Almeida. Em nota a prefeitura informou que vai acatar as recomendações do MP, mas não se manifestou sobre as acusações da promotoria.

A denúncia partiu de moradores das residências próximas ao cemitério, que disseram estar preocupados com a situação. O MP afirma existir a possibilidade de contaminação dos lençóis de água subterrâneos.

Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui