Divulgação

Na tarde desta quinta-feira (16/7), o Comitê Médico de Combate à Covid-19, da Prefeitura de Guaraí, decidiu inserir o uso da ivermectina, acetilcisteína, vitaminas de A a Z, vitamina C + zinco e dipirona comprimido no tratamento contra a doença.

De acordo com a médica da Rede Municipal da Saúde de Guaraí, dra Zoila R. Toyos, a inclusão dos novos medicamentos tem o propósito de oferecer mais opções aos médicos, resultando em benefícios à população. “A decisão de inserir vermífugos, vitaminas e dipirona não garante cura à Covid-19, mas protege o paciente e fortalece seu organismo na luta contra o vírus”, disse.

Os vermes, continuou a médica, causam inúmeros prejuízos ao organismo, além de carências de suplementos vitamínicos. “Os novos medicamentos inseridos podem ajudar, evitando que a pessoa debilitada vá para o hospital”, reforçou a dra Zoila R. Toyos.

Segundo a SMS-Guaraí, todos os medicamentos estão disponíveis na Farmácia Básica Municipal para tratamento de pessoas com Covid-19. “Porém, somente o médico pode prescrever os fármacos, de acordo com o histórico do paciente”, disse a secretária da pasta, Marlene Sandri.

Para o Comitê Médico, mesmo sem uma comprovação científica, pois, atualmente, não foi desenvolvido uma cura para o vírus, existem inúmeras experiências com resultados positivos do uso dos medicamentos, por oferecer uma melhor proteção ao paciente na luta contra à Covid-19.

Uso da cloroquina

Antes, no mês de maio, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS-Guaraí) já havia adotado a orientação para o uso da cloroquina ou hidroxicloroquina, além da azitromicina, albendazol e vitaminas do complexo B, como medidas de combate à Covid-19.

Os critérios estabelecidos para o uso da hidroxicloroquina contou com o consentimento dos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde. Além disso, para o uso do medicamento, a autorização expressa do paciente e a obrigatoriedade que o profissional de saúde avise da ausência de evidências sólidas de que o tratamento possa ter um efeito confirmado na cura do Covid-19.

De acordo com a orientação adotada em Guaraí, o médico avalia a indicação do uso desta associação e baseado em cada caso, levando-se em consideração algumas contraindicações, o tratamento será proposto ao paciente na fase inicial. Caso a pessoa aceite, ela terá que assinar um Termo de Consentimento para então ser iniciado o tratamento. Antes de assinar o termo, o paciente estará ciente que se trata de uma opção ainda em estudo e análise.

Vale ressaltar que as medidas de controle social, distanciamento, bem como correta higienização das mãos e uso de máscaras, ainda são prioridades no enfrentamento ao Coronavírus.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui