Imagem / Reprodução.

O que era para ser só um caso de desaparecimento com final feliz, pode se tornar um caso de polícia e uma crise familiar. É que a jovem Millena Muralha, de 21 anos, afirmou em vídeos (assista no final da matéria), já bastante compartilhados nas redes sociais, que foi agredida fisicamente pelo seu pai, o servidor público de Palmas, Marcio Orione Alves Feitosa, de 42 anos.

Nascida em Palmas, Millena pratica karatê desde os dez anos de idade e é destaque nacional na modalidade. Ela desapareceu após sair de casa na madrugada desta quinta-feira, 11, e só foi localizada por volta das 21 horas em um hospital particular da Capital. Antes mesmo de ser encontrada, a mãe da jovem já afirmava que o desaparecimento estava relacionado a uma briga que a filha teve com o próprio pai.

Noticiamos:

Encontrada! Atleta tocantinense que desapareceu em Palmas é localizada em um hospital particular

”Me espancou, me esmurrou, eu tô ouvindo só de um lado do ouvido. Amanhã cedo eu vou na delegacia, isso não vai ficar assim, não vai. Você vai pagar, Marcio Orione, eu não vou deixar você sair impune dessa, não vou, tem testemunha, tem tudo. Isso não vai ficar assim”, diz Millena em um dos vídeos.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui