Divulgação

O Governo do Tocantins alerta a população para que tenha bastante cuidado ao repassar ou compartilhar informações duvidosas recebidas via redes sociais, principalmente pelo WhatsApp. A orientação é que as pessoas busquem se informar por meio dos veículos oficiais ou da imprensa profissional.

Em meio à pandemia da Covid-19, provocada pelo novo Coronavírus, muitas informações falsas têm sido espalhadas na rede. Geralmente alarmantes, as mensagens causam pânico e buscam confundir a população sobre a realidade. Cabe destacar, que o envio de mensagem falsa é crime e o seu criador ou a pessoa que repassou o conteúdo pode responder judicialmente pelo ato.

Para conter a onda de boataria durante a pandemia da Covid-19, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulga diariamente no site www.saude.to.gov.br boletins com informação oficial do número de pessoas infectadas e sobre o estado de saúde dos pacientes, preservando suas identidades.

Além disso, o Governo do Tocantins mantém, por meio dos seus portais de notícias, informações atualizadas e oficiais sobre todas as ações que estão sendo desenvolvidas pela Gestão Estadual. Portanto, ao receber uma mensagem, verifique se o conteúdo dela não é absurdo ou conspiratório, e se aquilo que é dito está realmente publicado nos sites do Governo ou na imprensa profissional. Na dúvida, não repasse a informação.

Nessa quinta-feira, 25, o Governo do Tocantins mais uma vez foi vítima de fake news. Em mensagem distribuída em grupos de WhatsApp, a população era falsamente informada sobre a distribuição de cestas básicas para todos os moradores do Estado. O caso está sob investigação das autoridades competentes.

“Neste caso das cestas básicas, há sim uma ação do Governo de distribuição, mas voltada para os alunos da rede estadual, que estão com as aulas suspensas. A informação repassada nos grupos foi totalmente distorcida para confundir e desinformar a população, causando tumulto social, justamente neste momento em que as autoridades orientam para o isolamento social devido à possibilidade de contaminação pelo novo Coronavírus”, afirma o secretário de Estado da Comunicação, Élcio Mendes.

“Outra fake news que está sendo divulgada é de que o Governo do Tocantins irá revogar os decretos que limitam o funcionamento dos comércios. Não há nenhuma determinação do governador Mauro Carlesse neste sentido, já que esses atos foram editados pelas prefeituras. Além de ser mentira, a publicação traz um link falso que pode ser fonte de vírus para roubar os dados de celulares e computadores”, complementa o secretário.

Meios Oficiais

Além do site da Saúde, o cidadão pode se informar também no site da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom/TO), www.secom.to.gov.br, ou no Portal do Tocantins, https://portal.to.gov.br. Nesses canais, o cidadão tem acesso a todas as notícias do Governo Estadual.

Já nas redes sociais, os perfis oficiais do Governo são @governoTO (Twitter); @GovernodoTocantins (Facebook); e @governodotocantins (Instagram).

Outros Meios

O Ministério da Saúde (MS) possui uma página na internet chamada de “Saúde sem Fake News” (www.saude.gov.br/fakenews), que visa combater a propagação de notícias falsas. Eles também disponibilizam um número de WhatsApp (61 – 99289-4640) para envio de mensagens da população. Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui