Divulgação

A cédula de R$ 200 entrou em circulação na tarde desta quarta-feira (2/9) e com a nova nota vieram também novas medidas de segurança. “A nota terá elementos robustos o bastante capazes de protegê-la de falsificações”, afirmou a diretora de administração do Banco Central, Carolina De Assis Barros.

A nova campanha “Veja, sinta e descubra” anunciada pelo BC propõe que o consumidor use os sentidos para identificar elementos que mostrem que aquela nota de fato é verdadeira.

As cores predominantes da nova cédula são o cinza e o sépia (uma cor escura com tons de amarelo). A nota tem também o mesmo tamanho da cédula de R$ 20.

Veja

A identificação da nova cédula pode ser feita a partir da visualização da marca d´água em que aparece o lobo-guará, quando a nota é colocada contra a luz. Outro elemento é o quebra-cabeça, que também é identificado contra a luz.

Divulgação
Sinta

Para identificar a veracidade da nota por meio do tato, o consumidor sentirá, na parte da frente da cédula, um alto-relevo, no canto esquerdo, no lugar em que estão folhas e frutos de uma lobeira. A palavra República Federativa do Brasil, o valor de R$ 200 e a vegetação típica do cerrado também aparecerão destacados.

Na parte de trás da cédula também há elementos em alto-relevo são eles: a palavra Banco Central do Brasil, parte do corpo do lobo-guará e o número 200.

Divulgação
Descubra

Além dos sentidos, também é necessário usar a curiosidade: o número da cédula verdadeira, que fica no canto superior esquerdo, mudará de cor e apresentará um tom de verde que migra para o azul. Um número escondido também aparecerá.

Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui