Durante operação no Parque Estadual do Cantão e Ilha do Bananal, agentes do Naturatins aplicam multas e realizam apreensões

O total do valor de multas aplicadas foi cerca de R$ 5 mil.

Divulgação

Foi divulgado nesta sexta-feira (28/8) o resultado de uma ação de fiscalização realizada na área de preservação ambiental do Parque Estadual do Cantão e da Ilha do Bananal entre os dias 22 e 25 de agosto. De acordo com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), foram feitos cinco autos de infrações contra pessoas que estava cometendo irregularidades na área da reserva.

Durante a operação foram apreendidos 50 kg de pescado. Os fiscais ainda apreenderam 200 metros de redes e apetrechos de pesca. Os peixes foram doados para comunidades locais.

Segundo o Naturatins, foram feitos cinco autos de infrações, quatro termos de apreensão, quatro termos de doações e um termo de embargo. O total do valor de multas aplicadas foi cerca de R$ 5 mil.

A operação teve como objetivo monitorar e fiscalizar principalmente o rio Caiapó, além de outros afluentes e áreas da APA. Participaram da fiscalização os agentes do Naturatins e Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA) de Palmas.

Em Araguacema, a fiscalização realizada no rio Caiapó se estendeu até o rio Araguaia e nos assentamentos Canaã, Tarumã e no povoado Senhor do Bonfim. Os fiscais ainda atenderam denúncias de desmatamento ilegal em assentamentos, fiscalizaram embarcações, visitas a acampamentos e uma blitz de fiscalização na TO-348, saída para o município de Dois Irmãos.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui