Divulgação

Uma criança de apenas nove anos está precisando urgentemente de doação de sangue em Palmas. Ian Francisco de Almeida Carvalho, natural de Dianópolis na região sul do Estado, está internado desde esta quinta-feira, 26, no Hospital Infantil de Palmas. O apelo foi feito à reportagem pelo corretor imóveis Túlio Matheus, que é irmão da criança.

De acordo com ele, Ian possui Síndrome de Mielodisplasia, uma condição na qual há falência da medula óssea em produzir células que formam o sangue em quantidade suficiente. De acordo com o irmão do paciente, a criança recebeu somente nesta quinta-feira, 26, duas bolsas de sangue devido a uma hemorragia. “Ele tirou um dente de leite na semana passada. Desde então sua saúde veio piorando. Já teve duas crises convulsivas, desmaiou e começou a vomitar sangue e outros problemas de sangramento”, explicou.

Túlio também fez um apelo a todos os moradores de Palmas e região, para que façam a doação de sangue, já que os estoques do hemocentro, devido ao isolamento causado pela crise do Coronavírus, estão em baixa.

“A gente precisa de sangue por ele estar com quadro de hemorragia há mais de 24h e perdendo muito sangue desde então. Os estoques estão diminuindo e as pessoas não estão indo doar. Peço que os cidadãos e cidadãs se sensibilizem, não só por ele ser uma criança, mas por toda nossa família e por outras pessoas que precisam”, disse.

Como doar para o Ian
Ele destacou que a doação pode ser realizada por qualquer tipagem sanguínea. Como forma de precaução, devido a Pandemia de Coronavírus, o(a) interessado(a) pode entrar em contato no Hemocentro de Palmas para agendar sua doação no telefone: 063 3218-3232.

Para doar especificamente para este caso, basta dizer o nome completo “Ian Francisco de Almeida Carvalho” e informar a data de nascimento 29/09/2010. Quem quiser entrar em contato com os familiares para mais informações pode acionar os telefones: 063 981405332 (Túlio Matheus) ou 063 992210104 (Amanda Almeida).

Agendamento devido ao Coronavírus
Os pontos de coletas de sangue seguem funcionando de forma regular, com todas as unidades abertas de segunda à sexta-feira, das 7 horas às 18h30 e aos sábados das 7 horas às 12h30. Somente as unidades do Hospital Geral de Palmas (HGP) e de Porto Nacional não estão abertas para atendimento no sábados. Com o objetivo de evitar aglomerações, a Hemorrede está realizando agendamentos prévios do horário de doação.

Números para agendamento:

Palmas – 3218-3232
Gurupi – 3312-2237
Araguaína – 3411-2915
Porto Nacional – 3363-5161
Augustinópolis – 3456-1153

Requisitos básicos para doar

• Apresentar documento oficial com foto
• Ter entre 16 () e 69 anos de idade – () jovens entre 16 e 17 anos podem ser aceitos como candidatos a doação de sangue, com o consentimento formal assinado pelo responsável legal e apresentação de um documento oficial com foto, para cada doação. Para a primeira doação o responsável legal deverá estar presente. Nas subsequentes o menor poderá doar apresentando o termo de autorização com a assinatura do responsável legal registrada em cartório.
• O limite para a primeira doação é de 60 anos de idade
• Pesar no mínimo 50 Kg
• Estar em boas condições de saúde e higiene no momento da doação
• Não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas 3 horas que antecedem a doação

Impedimentos temporários

• Resfriado (até o desaparecimento dos sintomas)
• Gravidez
• 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana
• Amamentação (se o parto acorreu há menos de 12 meses)
• Ingestão de bebida alcoólica nas ultimas 12 horas que antecedem a doação
• Tatuagem nos últimos 12 meses
• Comportamento de risco para doenças transmissíveis (aguardar 12 meses)
• Em uso de medicação

Intervalos para doação

• Homens– 60 dias (até quatro doações por ano)
• Mulheres– 90 dias (até três doações por ano)

Você nunca poderá ser doador de sangue se:

• Tem ou teve um teste positivo para HIV
• Teve hepatite após os 11 anos de idade
• Tem doença de chagas
• Teve algum tipo de câncer, incluindo leucemia
• Tem graves problemas no pulmão, coração, rins ou fígado
• Tem problema de coagulação de sangue
• É diabético em uso de medicamentos
• Teve tuberculose extra-pulmonar
• Já teve elefantíase (filariose)
• Já teve hanseníase
• Já teve calazar (leishmaniose visceral)
• Recebeu transplante de córnea ou implante de material biológico à base de dura-máter
• Tem alguma doença que gere inimputabilidade jurídica
• Foi submetido a gastrectomia total
• Foi submetido à pneumectomia
• Foi submetido à esplenectomia não decorrente de trauma
• Se foi submetido a transplante de órgãos ou de medula


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui