Divulgação

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve iniciar em agosto, com novidade, uma nova etapa de testes para que aposentados não precisem realizar a prova de vida anual em uma agência bancária. Para tanto, deverá ser usado o reconhecimento facial a partir do envio de uma ‘selfie’ do beneficiário.

Para isso, será aproveitada a tecnologia de reconhecimento facial. O beneficiário terá que fazer uma selfie, ou autorretrato, com o telefone celular e submeter a foto a uma verificação em programa de computador.

Em agosto de 2019, o INSS já havia afirmado que testaria a biometria. O estudo das características únicas de uma pessoa seriam utilizados em vez da prova de vida tradicional. Agora, de acordo com o órgão, o projeto-piloto será testado com 550 mil beneficiários. Mais detalhes sobre o projeto ainda não foram divulgados.

Entre as formas de obter o reconhecimento dos beneficiários, há a comparação com imagens cadastradas no banco de dados do governo. Outra alternativa pode ser solicitar que o cidadão vá uma vez a uma agência bancária ou órgão público para registrar sua imagem. Mas todo o procedimento pode ser feito à distância.

Desde março, as provas de vida estão suspensas pelo INSS, por causa da pandemia do novo coronavírus. Enquanto o INSS não exigir o recadastramento, os beneficiários têm suas aposentadorias e pensões garantidas e sem risco de suspensão.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui