Elizabeth Lopes Toledo, professora mineira e radicada em Palmas, onde fez carreira como efetiva da Unitins desde 2001, morreu aos 62 anos nesta sexta-feira, 26, na capital tocantinense. Beth Toledo, como era conhecida, lutava contra um tumor renal e faleceu vítima de complicações do tratamento.
Na Unitins, Beth exercia o cargo de diretora de Ensino da Universidade – uma das principais da instituição-, e era professora do curso de Serviço Social e da pós-graduação em Educação, Sociedade e Violência. No Tocantins, era também professora concursada da rede estadual desde 1992 e lecionava na Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto, na capital.
O velório será no Centro Social Padre Alcides, localizado na quadra 308 Sul, Alameda 4, a partir das 10h30. A pedido da família, a Unitins divulgou orientação para quem for ao local de velório, que se lembrem da obrigatoriedade de usar máscara, respeitar o distanciamento e ter compreensão quanto ao tempo de permanência, para que todos tenham a oportunidade de se despedir.
Mineira de Ervalia, onde nasceu em 5 de dezembro de 1957, Beth Cardoso se graduou em Pedagogia pela UFV (Universidade Federal de Viçosa) em 1979. Durante a vida acadêmica se especializou em educação a distância, na administração educacional e na didática do ensino Superior. Exerceu o vários cargos e funções desde a década de 80, em todos os níveis de ensino (fundamental, médio e superior).
Em 2010, defendeu sua dissertação de mestrado “O curso de Pedagogia na modalidade a distância: o pensado, o dito e o feito no estágio curricular”, pela UnB (Universidade de Brasília) sob a orientação de Lúcia Maria Gonçalves de Resende.
No ano passado, ingressou no doutorado, pelo programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino em Língua e Literatura (PPGL), do Câmpus Araguaína da Universidade Federal do Tocantins. O PPGL manifestou pesar pela morte e pêsames à família da doutoranda em suas redes sociais.
A Unitins também manifestou os pêsames à família e amigos e destacou o empenho da professora à instituição e ao ensino. “A força de vontade e a dedicação ao trabalho, a elegância ao falar e se vestir, a vivacidade e profissionalismo foram marcas da professora que cativaram a comunidade acadêmica.”
Nota de Pesar – Beth Toledo
Foi com imenso pesar que a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) recebeu a informação do falecimento da professora Maria Elizabeth Lopes Toledo, Beth Toledo, aos 62 anos de idade nesta sexta-feira, 26 de junho.
Servidora de carreira da Unitins, atualmente atuava como Diretora de Ensino da Universidade – uma das principais Diretorias da instituição, também era professora do curso de Serviço Social e da pós-graduação em Educação, Sociedade e Violência. Beth Toledo iniciou o vínculo com a Unitins ainda em 2001 e nesses quase 20 anos ocupou diferentes cargos na instituição, nunca tendo deixado de exercer a docência, profissão pela qual tinha paixão. Pioneira na Educação no Estado do Tocantins, a professora também pertencia ao quadro efetivo da Seduc desde 1992 e atualmente lecionava na Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto, em Palmas.
A força de vontade e a dedicação ao trabalho, a elegância ao falar e se vestir, a vivacidade e profissionalismo foram marcas da professora que cativaram a comunidade acadêmica. Beth Toledo deixa um legado do poder transformador da Educação e da importância da amizade, o afeto.
Nesse momento de extrema dor, a Unitins externa os pêsames à família e amigos.
O velório acontecerá no Centro Social Padre Alcides, localizado na quadra 308 Sul, Alameda 4, a partir das 10h30. A família pede a todos que forem ao local de velório que se atentem à obrigatoriedade do uso de máscara, respeito ao distanciamento e compreensão quanto ao tempo de permanência para que todos tenham a oportunidade de se despedir.
O reitor da Unitins, Augusto Rezende, e a vice-reitora Darlene Castro decretam luto oficial de 3 dias na Universidade e rogam a Deus que dê o conforto e consolo aos familiares e amigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui