Divulgação

Acusada de racismo nas redes sociais, a Bombril causou uma grande polêmica ao lançar uma esponja de aço inox com o nome “Krespinha”, apontado como uma associação pejorativa ao cabelo comum entre negros. No site da empresa, o produto é definido como “perfeita para a limpeza pesada”, sendo utilizada para a remoção de sujeiras e gorduras “de um jeito rápido e eficaz, sem esforço”.

A hashtag #BombrilRacista é um dos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta quarta-feira (17/06). Várias pessoas deixaram críticas ao produto em outras postagens da Bombril nas redes sociais.

“Em pleno 2020 e vocês perpetuando racismo? Não adianta usar a imagem de pessoas negras para capitalizar e perpetuar racismo. Vocês devem muito mais que um pedido de desculpa”, escreveu uma pessoa no Facebook.

Nos anos 1950, um produto homônimo foi lançado pela S.A. Barros Loureiro Indústria e Comércio. Uma divulgação de 1952 foi postada nas redes sociais em meio à polêmica da Bombril. A imagem mostra o desenho de uma menina negra, personificando a esponja na figura da criança.

Divulgação
Divulgação
Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui