Divulgação

Estelionatários tem aplicado golpes em beneficiários do auxílio emergencial no Tocantins, por isso a Polícia Civil alerta sobre como funciona o modo dos golpistas e dá dicas de como evitar o golpe

Conforme o delegado Wlademir Mota, o titular da 49ª Delegacia de Polícia de Pedro Afonso, vítimas que já tiveram o auxílio subtraído relatam que os golpistas se passam por representantes de empresas de crédito e prometem empréstimos ou até mesmo a antecipação do benefício. Eles solicitam das vítimas, via aplicativo ou whatsapp, que elas forneçam dados bancários, bem como números de documentos pessoais.

“Ocorre que, de posse dos dados pessoais, bem como das senhas dos cartões de banco, os suspeitos acessam as contas das vítimas e sacam o dinheiro do auxílio emergencial o qual a vítima tinha direito”, ressalta o Delegado. Também de posse dos dados fornecidos, os golpistas podem realizar empréstimos nos nomes dos titulares da contas e causar um prejuízo ainda maior.

Nesse sentido, o Delegado alerta a toda a população, sobretudo, as pessoas que têm direito a receber o auxílio emergencial do governo federal, para que fiquem atentas e não entreguem dados pessoais, bem como senhas bancárias a pessoas desconhecidas.

“Se você receber qualquer tipo de mensagem solicitando fornecimento de dados, não efetue essa ação antes de saber de quem se trata e, se possível, procure falar pessoalmente com essa pessoa para evitar perder o dinheiro do auxílio e não cair nesse tipo de golpe”, pontua Wlademir Mota.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui