Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) anunciou, nesta quinta-feira (19), medidas para restringir a entrada do público externo nos hospitais públicos estaduais. As alterações na rotina hospitalar foram tomadas para reduzir o risco de transmissão do coronavírus. O Tocantins teve o primeiro caso de infecção por Covid-19 confirmado nesta quarta-feira (18).

Foram tomadas as seguintes medidas:

  • Ficam suspensas as visitas religiosas, com exceção aos casos de pacientes terminais. Neste caso será permitida a presença de somente um representante da igreja, desde que o visitante não apresente sinais de síndrome gripal, além de serem observadas todas as condutas de proteção.
  • Somente está autorizada a permanência de acompanhantes de pacientes nos casos previstos em lei: idosos, crianças, indígena e portadores de necessidades especiais. A troca de acompanhantes será realizada uma vez ao dia.
  • A alimentação dos acompanhantes será servida junto ao leito para evitar aglomeração e circulação desnecessária;
  • Reduzir imediatamente a acesso de visitas aos pacientes: só será permitido o acesso de uma pessoa por vez, com permanência máxima de 15 minutos. Cada paciente poderá receber dois visitantes por dia.

Situação de emergência
O governo do Tocantins decidiu decretar situação de emergência em todo o estado após Palmas ter o primeiro caso confirmado do novo coronavírus. Atualmente as autoridades de saúde estão acompanhando 28 casos suspeitos na capital e em outras cidades do interior do estado.

A Prefeitura de Palmas decidiu decretar o fechamento de bares, restaurantes, academias, shoppings e do comércio de forma geral na capital a partir desta quinta-feira (19). Os serviços de entregas podem seguir operando normalmente. O texto também não se aplica a serviços da área da saúde, distribuidoras e revendedoras de gás, postos de combustíveis, supermercados e farmácias.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui