Divulgação

Nesta quarta-feira (2/11), a Polícia Civil informou que o segurança de um hospital particular em Araguaína que foi filmado expulsando um cachorro do estacionamento da unidade com um cassetete foi indiciado por maus-tratos. O vídeo foi divulgado nas redes sociais e gerou grande repercussão. O cãozinho foi resgatado por uma defensora dos animais que estava presente durante a situação.

As imagens do vídeo têm a qualidade baixa e vários carros passam entre o segurança e a pessoa que fez a filmagem. Na filmagem, não é possível ver com clareza se algum dos golpes de fato atingiu o animal. A Polícia Civil afirma, entretanto, que o cachorro foi agredido e que o funcionário do hospital utilizou o cassetete para feri-lo.

Após o resgate, o cãozinho Bob, que tem apenas seis meses de idade, foi adotado pela agente de polícia Nilza Nascimento, que trabalha na 26ª Delegacia de Polícia Civil de Araguaína. O animal passa bem.

O inquérito policial que apurava as agressões foi conduzido pelo delegado-chefe da 26ª DP, Luís Gonzaga da Silva Neto. Ele ouviu, entre outras testemunhas, uma integrante da Associação Protetora dos Animais de Araguaína (APAA). É a mulher que aparece no vídeo pegando o animal em seus braços. Ela informou que levou o cachorro para receber cuidados médicos e que ele estava gemendo de dor e latindo bastante.

Segundo o depoimento da integrante da APAA, ao questionar o segurança sobre o porquê das agressões, o mesmo lhe respondeu que “se tivesse achando ruim, que levasse o cachorro para casa”.

O segurança tem 37 anos e não teve o nome divulgado. Se for condenado, a pena pode ser de 2 a 5 anos de prisão e multa. Ele continua em liberdade. O caso foi encaminhado para a Justiça.

Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui