Divulgação

Para aqueles que vão aproveitar o feriado de carnaval para viajar, o Governo do Estado, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), alerta sobre algumas exigências que devem ser seguidas para manter a segurança nas rodovias estaduais e que vão contribuir para que motoristas e passageiros tenham uma viagem com final feliz.

Os motoristas precisam se conscientizar de que a segurança no trânsito depende, além da boa trafegabilidade das estradas, da conduta prudente ao volante e do bom estado dos veículos. Por isso, antes de viajar os condutores devem estar atentos à necessidade de revisão e manutenção preventiva dos veículos e, durante o trajeto, obedecer às leis de trânsito.

Veículo

Os motoristas devem verificar se os equipamentos de segurança estão em bom estado como: estepe, triângulo de sinalização, macaco e chave de roda. De acordo com o gerente de Operação e Fiscalização da Ageto, José Antônio do Nascimento, a ausência desses equipamentos pode implicar em infração grave, conforme o artigo 230, inciso IX, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

É importante que os motoristas observem também se os pneus estão em boas condições de uso, ou seja, não podem estar lisos ou carecas e ainda com a calibragem adequada, conforme as especificações do fabricante.

“Antes que um problema ocorra é importante estar atento ao manual do veículo e fazer a visita a um mecânico de confiança sempre que perceber que algo estranho ocorre no veículo”, reforça o gerente de Operação e Fiscalização da Ageto.

Conduta no trânsito

Estar atento às de leis de trânsito e à sinalização viária também são medidas que vão contribuir para a segurança nas rodovias. De acordo com o gerente da Ageto, José Antônio do Nascimento dirigir alcoolizado, fazer uma ligação e o manuseio do celular enquanto dirige são infrações muito comuns cometidas por motoristas.

Nos casos em que o motorista é pego por dirigir alcoolizado, o CTB, no artigo 165, prevê como medida administrativa a suspensão da carteira de motorista e aplicação de multa no valor de R$ 2.934,70.

Ele lembra ainda que o resultado a partir de 0,05mg/l no teste do etilômetro (ou bafômetro), constitui infração, já o resultado acima de 0,33mg/l além de infração, constitui crime.

Outro risco à segurança viária, o uso do celular ao volante é considerado infração média, de acordo com o CTB, art. 252, inciso VI. Já o manuseio do celular, como por exemplo, no envio de mensagem de texto enquanto dirige está previsto no artigo 252, Parágrafo Único do CTB, considerada infração gravíssima com aplicação de multa no valor de R$ 293,47 e adição de sete pontos na habilitação.

“Dados da Organização Mundial da Saúde indicam que o uso do celular ao volante aumenta em 400% o risco de acidente”, alerta José Antônio do Nascimento.

Ultrapassagem

Um alerta importante para motoristas é quanto aos riscos na realização de ultrapassagens nas rodovias. “O motorista deve estar atento para que a extensão da pista na qual vai transitar esteja livre pelo tempo necessário para concluir a manobra, sem que qualquer perigo seja imposto a quem esteja trafegando no sentindo contrário”, reforça José Antônio do Nascimento.

De acordo com o CTB, no art. 203, ultrapassagem em faixa contínua é considerada infração gravíssima, podendo a multa chegar a R$ 1.467,35 (pelo fator multiplicador) e ainda o motorista flagrado ganhar sete pontos na carteira de motorista.

Agora é lei manter acesos os faróis baixos durante o dia. Em caso de desobediência o motorista pode ser multado em R$ 130,16 e ganhar quatro pontos na carteira. “A obrigatoriedade se faz necessária com intuito da segurança dos usuários da malha viária”, pontua o gerente da Ageto.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui