Foi confirmado na noite desta terça-feira, 04, pelo Governo do Tocantins, que 41 detentos da Casa de Prisão Provisória de Palmas tiveram diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Os primeiros pacientes foram identificados após 13 presos apresentarem sintomas. Destes, 11 tiveram o diagnóstico confirmado por exames.

Após os primeiros testes, outras 32 pessoas que tiveram contato com os primeiros casos confirmados foram testadas e 30 delas tiveram o resultado positivo. A Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) informou que atualmente 11 presos estão com sintomas semelhantes ao da gripe e estão em tratamento no Hospital de Campanha da unidade. Os outros 30 estão assintomáticos nas celas fora dos pavilhões principais.

Ainda segundo a Seciju, os que tiveram resultados negativos foram transferidos para outras dependências. Os casos confirmados ficarão em observação pelo período de 14 a 21 dias, sendo monitorados e posteriormente será feita nova testagem de todos eles.

De acordo com o governo, os presos com a doença receberam máscara, álcool em gel e reforço nutricional. Eles também tiveram a movimentação dentro da unidade limitada para que o vírus não se prolifere.

A Seciju disse ainda que os servidores da unidade seguem utilizando máscaras e álcool em gel, e também receberam aventais, somado a isso, a unidade aumentou a frequência da sanitização e desinfecção.

As visitas em unidades prisionais do Tocantins estão suspensas desde março. Mesmo assim, houve surtos em outras unidades prisionais do estado, como foi o caso em Guaraí. Para tentar conter a situação, o Governo informou que a realiza a operação lockdown, que limita os presídios aptos a receber novos presos no estado.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui