O Boletim Epidemiológico de Palmas, desta terça-feira, 18, trouxe a confirmação de mais duas mortes ocasionadas pela Covid-19 na Capital. As vítimas são homens, o primeiro, de 60 anos, não possuía comorbidades declaradas. Ele estava internado em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) particular no município. O segundo, com 56 anos, sofria de hipertensão, diabetes e estava em leito de UTI pública na cidade. Com os casos, Palmas tem 67 óbitos decorrentes da Covid-19 e a taxa de letalidade agora é de 0,7%.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, mais 186 casos novos de Covid-19 são confirmados na Capital após a realização de 240 testes. Agora, o município contabiliza 9.211 casos acumulados da enfermidade, sendo 4.276 ainda ativos e 4.868 pacientes já recuperados. Do total de casos ativos, 4.209 cumprem isolamento domiciliar e 67 estão internados.

O Boletim informa que o município também soma 41.771 notificações de síndromes gripais. Do total, 13.294 diagnósticos foram descartados para o novo coronavírus.

Testes

No município de Palmas foram realizados 462 testes para diagnóstico e rastreio na última rotina de exames. A Rede Municipal de Palmas realizou 350 testes e 94 pessoas testaram positivo. O Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) fez 51 testes e teve 32 resultados positivos para a doença. A rede privada e as farmácias testaram 60 pacientes que tiveram diagnósticos positivos para a enfermidade.

Internações

A taxa de ocupação hospitalar de Palmas é de 78,3%. A estrutura de leitos clínicos públicos e privados da Capital está 77% ocupada. Já as instalações das UTIs estão 80% ocupadas.

Estado de saúde

O Boletim informa que dos 67 residentes do município internados com Covid-19 na Capital, 31 são estáveis e 36 são graves. Outros 35 pacientes estão internados com suspeita para a doença.

A Vigilância Epidemiológica revela informações sobre pessoas residentes de outros municípios internados em Palmas. Confirmados para a doença somam 39 pacientes, sendo 27 graves e 12 estáveis. Além de outros 12 pacientes hospitalizados com suspeita para a enfermidade.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui