A prefeita de Palmas, Cínthia Ribeiro (PSDB), usou as redes sociais na tarde desta terça-feira, 04, para falar sobre um possivel decreto de ‘lockdown’ na Capital. Há dias o assunto vem ganhando força devido ao aumento de casos da Covid-19 no Município.

O termo ‘lockdown’ vem sendo usado frequentemente em todo o mundo desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus, e significa confinamento ou fechamento total.

De acordo com a prefeita, um possível decreto de fechar a cidade vem dividindo opinião da população. ”Muitas pessoas têm me cobrado para decretar o Lockdown (fechamento total) em Palmas. Outros consideram que seria um aperto grande demais, para quem já está sacrificado pela pandemia, a exemplo de muitos dos diversos segmentos, inclusive empresariais e comerciais da cidade”, disse.

Por meio de uma thread no Twitter, Cínthia Ribeiro segue: ”Como gestora pública digo que um ato desses não é tarefa fácil, pq o gesto não cabe a um único ente federado. Palmas é praticamente integrada a outros Municípios e não me compete dizer o que é o correto para o outro. Tenho que pensar em nossa capital como região Metropolitana.”

”Aí a competência tb soma o Governo do Estado e municípios vizinhos que formam um conjunto de instâncias governamentais. Palmas é a capital do Tocantins, capital de todos nós. Referência p todos os municípios tocantinenses e tb estados vizinhos ao nosso”, ressaltou.

”A saúde do nosso município, ou seja, todos os profissionais (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativo, limpeza, segurança, serviços gerais, centros de saúde, UPAS, SAMU, e outros continuam na linha de frente, sem descanso e se dedicando a salvar vidas.”

”Em Palmas não temos um HOSPITAL MUNICIPAL, infelizmente … Não posso hoje dar esse suporte ao gov @maurocarlesse, mas a média e alta complexidade” ambulatorial” (UPAS) assim como leitos clínicos contratados, estão sendo geridos com muito amor, competência e responsabilidade.”

”A média e alta complexidade “hospitalar” tem o HGP como referência p Palmas, para os demais municípios tocantinenses e outros estados brasileiros que buscam suporte aqui. Palmas, isoladamente, não resolveria seu status de saúde com o LOCKDOWN.”

”Pq a população já não suporta sozinha tudo que vem passando para conter a circulação do vírus. As decisões que tomamos até agora foram assertivas e ajudaram a manter a curva achatada. Porém, estamos com viés de crescimento, com a Covid chegando cada vez mais perto de nós.”

”Eu mesma tenho casos confirmados na minha família Cara de pensativoConfio que a população saberá compreender esse momento, reforçará e manterá o isolamento possível e vamos sair dessa pandemia mais fortes que somos, cumprindo o que está estabelecido nos decretos já baixados.”

”Se necessário não hesitaremos naquilo que somos responsáveis, inclusive no próprio LOCKDOWN, desde que analisado conjuntamente p ter os efeitos necessários. Reforço: quem puder, fique em casa ! Dias melhores virão, eu creio Levantando as mãos”, finalizou.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui