Texto: Ramon Macedo.

No intervalo entre 17h e 21h desta sexta-feira, 27, Palmas registrou 5 assassinatos que se assemelham no “modus operandi” em que os autores executaram os crimes.

Ainda é prematuro saber a motivação das execuções, mas relatos de moradores próximos das ocorrências e internautas, apontam para desinteligência entre facções rivais e até mesmo participação das vítimas em crimes relacionados ao tráfico de drogas e roubos na Capital. Em outras palavras, é o crime organizado se auto esfacelando!

1ª ocorrência | Duplo homicídio.

Eram 17h de ontem, quando um morador do setor União Sul faz um áudio no grupo de “zap” do bairro: “Alguém aí escutou tiros na Avenida 3 aqui, perto da igreja?” Mal ele sabia, mas naquele momento, duas pessoas estavam sendo mortas a tiros por criminosos (segundo testemunhas encapuzados) a bordo de um carro sedan. As vítimas foram atingidas por vários tiros, tentaram ainda correr para tentar viver, mas foi muita bala e, morreram no local.

2ª ocorrência | Triplo homicídio.

Em menos de 4h da dupla execução, mas precisamente por volta das 21h, um pastor evangélico orava com uma família numa residência da Rua Mato Grosso, paralela à antiga Policlínica do bairro Aureny I: “Foram muitos tiros, mais de 6, sendo que o barulho de um, foi bem mais alto que os demais. Acredito que usaram arma de grosso calibre“, disse o religioso ouvido pelo Portal Sou de Palmas.

Naquele instante, duas mulheres e um homem eram assassinados a sangue frio. Pelos relatos de moradores, o veículo, um Polo sedan, foi interceptado por dois carros. Os criminosos desceram e atiraram à queima roupa nas vítimas. Os três morreram na hora.

Medo

Ainda não é possível saber se o duplo homicídio tem relação com o triplo, mas o fato é que a população palmense anda assustada com tamanha violência que toma conta, principalmente, da região sul de Capital.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui