Na tarde desta quinta-feira, 12, a  superintendente de Vigilância em Saúde, Perciliana Bezerra, confirmou a existência de dois casos suspeitos de coronavírus em Palmas. A confirmação foi por meio de entrevista concedida ao Jornal do Tocantins.

“Nós continuamos atualizando os planos conforme as recomendações do Ministério, estamos muito alinhados.Por enquanto temos dois casos suspeitos que deram indeterminados para coronavírus e que as amostras já foram encaminhadas”, confirma.

Perciliana destaca ainda que os casos suspeitos estão sendo monitorados pela Secretaria da Saúde, e que os pacientes estão em isolamento domiciliar. “Eles estão sendo monitorados diariamente tanto pelo município de Palmas, como pelo Centro de Informações Estratégicas em Saúde (Cievs-TO)”, disse, informando que os novos casos são de pacientes jovens que apresentaram critério de viagem e clínicos, ou seja, sintomas de infecção. Eles foram descartados para outros tipos de síndromes respiratórias agudas.

Apesar do monitoramento dos casos suspeitos, a superintendente ressalta que não há motivo para alarde na população, principalmente após as fake news acerca do assunto. “Não existe paciente internado na nossa rede hospitalar, não existe óbito no Tocantins. A epidemia ainda não chegou no Tocantins e nós estamos nos organizando da melhor maneira possível”.

“Para todos, toda e qualquer informação devem ser oficiais, da Secretaria de Estado da Saúde  e Ministério da Saúde. Artigos são benvindos, mas as informações do comportamento da epidemia no País são desses órgãos. Toda rede está conectada para que todos saibam agir com as medidas de biossegurança e precaução”, complementa Perciliana.

Para os casos suspeitos, a superintendente ressalta que devem ser tomadas as medidas de higienização das mãos, ingestão de líquidos e isolamento domiciliar.

Na tarde desta quinta-feira, autoridades do Governo do Estado se reúnem no Comitê de Crise para tratar da prevenção do vírus no Tocantins.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui