Reprodução

O policial Derek Chauvin, demitido após ser flagrado asfixiando até a morte George Floyd em Minneapolis (Estados Unidos), foi detido nesta sexta-feira (29). A informação foi confirmada à imprensa pelas autoridades de segurança da cidade norte-americana. Outros três policiais estão sob investigação.

A morte de um homem negro por um policial branco, no início da semana, gerou revolta em diversas partes dos Estados Unidos. Em Minneapolis, manifestantes incendiaram prédios e invadiram uma delegacia, enquanto Nova York registrou dezenas de prisões em um protesto

Segundo a CBS, Chauvin atuou na polícia de Minneapolis por 19 anos. Ele ainda não foi formalmente acusado. De acordo com a emissora norte-americana CNN, o policial tinha 18 denúncias contra ele na coorporação.

Floyd foi detido após o funcionário de uma mercearia chamar a polícia e acusar o homem de tentar pagar as compras com uma nota falsa de US$ 20.

O jornal “Chicago Tribune” conta que Floyd fazia parte da massa de desempregados nos Estados Unidos causada pela pandemia de novo coronavírus. Ele perdeu o emprego como segurança em um restaurante depois que o estabelecimento fechou com as medidas de isolamento.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui