Quarta, 26 de junho de 2019
63 9 9223-7820
Brasil

16/05/2019 às 14h02 - atualizada em 16/05/2019 às 14h23

409

Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!

Palmas / TO

Quebra de sigilo bancário de Flávio Bolsonaro envolve nove ex-assessores do pai
Há também cinco assessores atuais de Flávio que são alvos do pedido de afastamento de sigilo autorizado, no último dia 24, pelo juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio.
Quebra de sigilo bancário de Flávio Bolsonaro envolve nove ex-assessores do pai
Divulgação

Nove pessoas que já atuaram como funcionários do atual presidente Jair Bolsonaro em seus mandatos como deputado federal estão entre os alvos de quebra de sigilo bancário e fiscal na investigação do Ministério Público do Rio (MPRJ) envolvendo seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).


Há também cinco assessores atuais de Flávio que são alvos do pedido de afastamento de sigilo autorizado, no último dia 24, pelo juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio.


Bolsonaro responde


O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira que seu filho, o senador Flávio Bolsonaro , está sendo perseguido pelo Ministério Público (MP) através das investigações que apuram possíveis irregularidades financeiras a partir de pistas apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) .


Para Bolsonaro, o objetivo das investigações e da quebra de sigilo é derrubá-lo.


— Agora, estão fazendo esculacho em cima do meu filho. Querem me atingir? Venham para cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar — afirmou o presidente durante no último dia de agenda em Dallas, no Texas, para onde viajou na terça-feira.


Em material apresentado à Justiça do Rio para pedir a quebra do sigilo de Flávio e de outras 94 pessoas, o MP apontou indícios da existência de uma “organização criminosa” no gabinete dele enquanto deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).Além do MP, Bolsonaro estendeu as críticas à imprensa pela divulgação de informações que envolvem a investigação:


— Mas grandes setores da mídia não estão satisfeitos com o meu governo. É governo de austeridade, de responsabilidade com o dinheiro público. É um governo que não vai mentir e não vai aceitar negociações, não vai aceitar conchavos para atender interesse de quem quer que seja. E ponto final.


'Tem uma Lava-Jato aí'


Ainda sobre a quebra de sigilo bancário, Bolsonaro reforçou o discurso de Flávio: o senador afirma recorrentemente que teve o sigilo quebrado ilegalmente pelo MP a partir de relatórios do Coaf . Diferentemente do que reiterou Bolsonaro, o procedimento mencionado por Flávio não é semelhante à quebra de sigilo autorizada no fim de abril pela Justiça , conforme já apontou o próprio MP em nota oficial sobre o caso . O presidente também fez críticas ao número de pessoas com sigilo quebrado e comparou o alcance da investigação ao da Operação Lava-Jato.


Quer receber em primeira mão as principais notícias do dia? Sugerir uma pauta? Entre em contato conosco!


Zap (63) 9 8118-6018


Email: cont[email protected]

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados