Sou de Palmas
Presidente dos EUA

Decisão inédita: Justiça americana proíbe Trump de bloquear seguidores em rede social

Segundo tribunal federal, presidente usa a plataforma como foro público e, por isso, não pode banir seguidores só por que não gosta das opiniões deles.

10/07/2019 11h04Atualizado há 6 dias
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
104
Divulgação.
Divulgação.

A Justiça americana proibiu o presidente Donald Trump de bloquear seguidores em rede social.

Donald Trump não pode ter os dois lados da moeda. Se fosse um cidadão comum usando o Twitter, teria o direito de bloquear os seguidores que o incomodam. Mas ele usa a rede social para anunciar decisões políticas, fazer comentários sobre a presidência e criticar os adversários.

Um grupo de pessoas bloqueadas por Trump entrou com uma ação na Justiça em 2017 e ganhou em primeira instância. Nesta terça-feira (9), um tribunal federal de segunda instância negou o recurso da defesa e entendeu que Trump usa a plataforma como um foro público. Por isso mesmo, não pode banir seguidores só por que não gosta das opiniões deles.

O painel de três juízes afirmou que impedir que as pessoas comentem o que o presidente publica vai contra o direito de liberdade de expressão defendido pela Constituição americana.

O Departamento de Justiça disse que está decepcionado com a sentença. A Casa Branca pode recorrer e tentar levar o caso até a Suprema Corte.

Donald Trump tem quase 62 milhões de seguidores e pode ver um número maior de comentários contrários a partir dessa decisão.

Um dos juízes escreveu: “A liberdade de expressão significa que a melhor resposta para uma crítica é mais diálogo, não menos”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Sou de Palmas
Feira do Santa Bárbara
Municípios
Sou de Palmas
Últimas notícias
Banner sessão política
Mais lidas
Banner sessão cidades
Anúncio