Publicidade volante

Cínthia Ribeiro sanciona lei que regulamenta atividade dos 'carros de som' em Palmas; confira

Lei determina dias, horários e locais em que a publicidade volante não poderá ser feita. Também estabelece punições para quem descumprir as regras.

21/07/2019 14h22
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
1.136
Divulgação / Sou de Palmas
Divulgação / Sou de Palmas

Foi sancionada pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) uma lei que regulamenta o serviço de publicidade volante em Palmas. O texto determina que os prestadores de serviço deverão obter um licenciamento anual para trabalhar. Também estabelece dias, horários e locais em que o serviço será proibido e punições no caso de descumprimento. A publicação foi feita no Diário Oficial desta sexta-feira (19) e a norma está valendo.

Conforme o texto aprovado pela Câmara de Vereadores, os prestadores de serviço deverão ser registrados como pessoa jurídica. Para fazer o cadastro na prefeitura será preciso ter a Carteira de Habilitação com observação de que exerce atividade remunerada, além de certidão negativa de antecedentes criminais e certidão de quitação eleitoral.

Os veículos também precisarão ser vistoriados anualmente para obter o licenciamento.

Dias e horários

A publicidade volante será vedada de segunda a sábado, no período das 20h às 8h. Aos domingos e feriados será proibida durante todo dia, inclusive serviços de sonorização, exceto nos casos autorizados pelo município com requerimento prévio de 72h.

Quando houver autorização para os feriados, a publicidade voltante só poderá ser feita das 10h às 17h.

Também será proibido fazer publicidade em frente aos prédios públicos, escolas, pronto-socorro, asilos, clínica, igrejas e hospitais.

IDEALIZADOR DO PROJETO COMEMORA

Em entrevista ao portal Sou de Palmas, o ex-presidente da Aprocap (Associação Dos Proprietários De Carros De Som De Palmas), Jota Júnior, que é idealizador do Projeto, explicou que há quase 15 anos a Associação luta pela regulamentação da atividade de publicidade volante na Capital. ''Os profissionais que atuam com carro de som em Palmas, desde 2005 vêm reivindicando a normatização da atividade junto ao poder público, é um sonho antigo da categoria que foi realizado'', disse Jota Júnior.

Ainda de acordo com o ex-presidente, a falta de uma lei específica para o serviço, atrapalha diretamente o trabalhador que depende da profissão para o sustento da família. ''Hoje qualquer pessoa pode colocar uma caixa de som em cima do seu veículo e sair pelas ruas sem se preocupar com a altura do som e desrespeitando escolas e hospitais não diminuindo a propaganda ao passar por esses locais. Com a Lei em vigor, haverá fiscalização e organização'', finalizou Jota Júnior.

  • Cínthia Ribeiro sanciona lei que regulamenta atividade dos 'carros de som' em Palmas; confira
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.