Anúncio
Escola militar

Novo colégio da Polícia Militar no Tocantins atenderá 490 estudantes em Palmeirópolis

Essa é a décima segunda unidade do Colégio da Polícia Militar lançada no Tocantins

10/09/2019 07h01
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
262

Com foco na disciplina dos alunos e em um melhor rendimento na aprendizagem, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação Juventude e Esportes (Seduc), em parceria com a Polícia Militar (PM), implantou a Unidade XII do Colégio Militar, em solenidade realizada na noite desta segunda-feira, 9, no município de Palmeirópolis.

A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou a importância do trabalho integrado entre os membros da gestão estadual. "É fundamental essa parceria, e as Pastas têm trabalhado de mãos dadas, mas com a Polícia Militar esse trabalho tem sido uma constante. Nesse modelo, os professores focam mais no planejamento, na sua atuação com os alunos, na parte pedagógica, enquanto a Polícia Militar trabalha com a disciplina", ressaltou.

A unidade escolar  implantada, hoje, passa a ser denominada como Colégio Militar Unidade XII – Professora Maria Guedes e possui cerca de 490 alunos. Trata-se de uma unidade escolar que, historicamente, foi passando por transformações e que depois de 60 anos de sua fundação, como escola municipal, torna-se uma escola militar, atendendo a uma demanda da comunidade palmeiropolense. O nome Maria Guedes é uma homenagem a uma de suas primeiras educadoras, nome dado à unidade escolar em 2015. 

O comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, destacou que a parceria com a Seduc  também envolve a comunidade. "A nossa parceria com a Secretaria de Educação, Juventude e Esportes visa atender às demandas da população. Já temos um planejamento para implantação de novas unidades de escolas militares e novos pedidos têm chegado até nós. Isso tudo demonstra a importância desse trabalho integrado", apontou.

O governador Mauro Carlesse destacou que a implantação das unidades escolares faz parte do projeto de desenvolvimento de todas as regiões do Estado. "Nesse modelo temos uma preocupação com o processo de formação e a disciplina, e todos os servidores têm um papel importante na formação dos alunos, sejam os educadores ou os militares", apontou

Beneficiários 

A estudante Karina Monteiro de Jesus está matriculada na unidade escolar há três anos e está cursando o 8° ano do ensino fundamental. Ela destacou a principal mudança identificada após a escola ter se tornado militar, em agosto. "Temos mais disciplina e, agora, conseguimos aproveitar melhor as aulas, pois os alunos estão mais focados. Sobra até tempo para os professores fazerem revisão", ressaltou. 

Judite Ferreira de Assis é mãe de Éder de Assis Viana, aluno do 8º ano, e, de acordo com ela, já foi possível ver mudanças no comportamentp do filho. "Ele passou a ter um maior censo de responsabilidade com as atividades dele e  mais respeito dentro de casa. Apesar de pouco tempo já vejo toda essa diferença", ressaltou.

A professora de língua portuguesa, Alexsandra Mendes Pereira, atua na unidade escolar desde 2010 e destacou que com a mudança está sendo possível fazer um maior aproveitamento do tempo. "Quando entro na sala de aula, os alunos já estão esperando pelas aulas, o que facilita o cumprimento da grade curricular, melhora o aprendizado, o que ainda nos permite fazer revisão do conteúdo", apontou. 

O estudante Felipe Taveira Rodrigues, do 9º ano, destacou a organização e a disciplina como uma nova realidade da unidade escolar, que reflete diretamente no aprendizado. “Estou na escola há quatro anos e, agora, com a escola militar, está bem melhor para o estudo, o tempo está sendo melhor aproveitado. O professor chega e dá aula e a gente consegue absorver muito mais o conteúdo”, apontou. 

Além de Palmeirópolis, as outras unidades de colégios militares estão presentes nos municípios de Palmas (unidades I e II), Araguaína (unidade III), Arraias (unidade IV), Paraíso (unidade V), Araguatins (unidade VI), Gurupi (unidade VII), Guaraí (unidade VIII), Porto Nacional (unidade IX), Colinas (unidade X) e Augustinópolis (unidade XI).  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Feira do Santa Bárbara
Municípios
Sou de Palmas
Últimas notícias
Mais lidas
Banner sessão cidades
Anúncio