Anúncio
Após atentado

Câmara de Palmas discute medidas de segurança após funcionário ser esfaqueado

A Câmara divulgou também nota informando que o principal suspeito do crime, um servidor aposentado do Tribunal Regional Eleitoral que teria problemas mentais, discutiu com a vítima por um aplicativo de mensagens horas antes do ataque.

11/09/2019 06h26
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
162

A Câmara de Vereadores de Palmas começou a discutir nesta semana medidas de reforço na segurança do prédio após o atentado da última semana. Foi a primeira sessão dos parlamentares desde que um funcionário do gabinete do vereador Etinho Nordeste (PTB) foi esfaqueado em frente a principal entrada do prédio.

Nesta terça, os vereadores começaram a discutir a instalação de detectores de metais nas entradas da Câmara, em um sistema semelhante ao usado na Assembleia Legislativa e no Tribunal de Justiça. Também vão solicitar que a Guarda Metropolitana e a Polícia Militar intensifiquem as rondas na região.

A Câmara divulgou também nota informando que o principal suspeito do crime, um servidor aposentado do Tribunal Regional Eleitoral que teria problemas mentais, discutiu com a vítima por um aplicativo de mensagens horas antes do ataque.

O homem esfaqueado já teve alta do hospital. O suspeito chegou a ser detido, mas responde em liberdade porque só foi encontrado após o período de flagrante. Ele ainda estava com a arma que teria sido usada no crime quando foi levado para a delegacia prestar depoimento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Feira do Santa Bárbara
Municípios
Sou de Palmas
Últimas notícias
Mais lidas
Banner sessão cidades
Anúncio