Sou de Palmas
Explicações

Governo do TO convoca coletiva para explicar suspensão de incentivos fiscais para frigoríficos no estado

A portaria em questão é a 1.216 de 2019, publicada na última segunda-feira (30). Ela suspende os Termos de Acordo de Regimes Especiais (Tare), fazendo com que o Governo do Tocantins passe a cobrar 12% de ICMS sobre os abates.

07/10/2019 14h53
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
345
Foto: divulgação Sou de Palmas
Foto: divulgação Sou de Palmas

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento (Sefaz), convida os veículos de imprensa para Coletiva a ser realizada na sede  da Seplan ( o prédio da Sefaz está em reforma), na Praça dos Girassóis, em Palmas, às 15 horas desta segunda-feira, 07. Na ocasião será tratado sobre a suspensão do Termo de Acordo de Regime Especial (Tare) dos frigoríficos no Estado.

Entenda

A portaria em questão é a 1.216 de 2019, publicada na última segunda-feira (30). Ela suspende os Termos de Acordo de Regimes Especiais (Tare), fazendo com que o Governo do Tocantins passe a cobrar 12% de ICMS sobre os abates.

O Tribunal de Justiça, em decisão liminar, determinou a suspensão da portaria da Secretaria da Fazenda do Tocantins (Sefaz) que retirava incentivos fiscais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para frigoríficos e pecuaristas. A decisão dá um prazo de 24 horas para que o governo volte a instituir os benefícios. Durante a semana, frigoríficos em todo estado ficaram sem produzir por causa do aumento repentino na alíquota.

Com retirada do benefício fiscal, os produtores de gado, que estavam isentos do imposto, passaram a ter que pagar 12%; no caso dos frigoríficos, o aumento passou de 1% para 7% no ICMS.

A Procuradoria Geral do Estado informou na manhã deste sábado (5) que não foi intimada da decisão do Tribunal de Justiça. Por isso, espera as informações do órgão para apresentar recurso e defesa visando manter a portaria da Secretaria da Fazenda.

A liminar saiu após um frigorífico de Paraíso do Tocantins propor um mandado de segurança no Tribunal de Justiça. A decisão foi dada pelo juiz substituto Jocy Gomes de Almeida na tarde desta sexta-feira (4).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Sou de Palmas
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Banner sessão cidades
Anúncio