Eleição suplementar

Ministro nega pedido de suspensão de eleição suplementar em Lajeado; O recurso foi protocolado pelo ex-prefeito cassado

A defesa do político alegava irregularidades no processo que levou à cassação dele, mas o ministro não aceitou os argumentos.

12/11/2019 07h00Atualizado há 4 semanas
Por: Redação Sou de Palmas - A sua fonte de notícias!
242
Divulgação/Sou de Palmas
Divulgação/Sou de Palmas

O Ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, do Tribunal Superior Eleitoral, negou nesta segunda-feira (11) um pedido do prefeito cassado de Lajeado, Tércio Dias Melquíades (PSD), para suspender a Eleição Suplementar na cidade. A defesa do político alegava irregularidades no processo que levou à cassação dele, mas o ministro não aceitou os argumentos.

A votação está mantida para o dia 1º de dezembro. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, três pessoas apresentaram candidatura para o pleito, inclusive o prefeito cassado. Os pedidos de registro de chapas ainda não foram julgados pelo TRE.

Os mandatos de Tércio Mequiades e do vice dele, Gilberto aborges (PSC), foram cassados em setembro. Para a Justiça, eles foram beneficiados com um esquema que envolvia compra de votos nas últimas eleições municipais ocorridas em 2016.

O político sempre negou as acusações. Não Oconseguimos contato com a defesa dele para comentar a decisão do ministro do TSE.

Atualmente a cidade está sob o comando do presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado, José Edival Gomes (MDB).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Lajeado - TO Notícias de Lajeado - TO
Anúncio arranha-céu
Sou de Palmas
Feira do Santa Bárbara
Municípios
Sou de Palmas
Últimas notícias
Mais lidas
Banner sessão cidades
Anúncio