Divulgação

As campanhas nacionais de vacinação contra a paralisia infantil, a poliomielite, e multivacinação foram prorrogadas até o dia 30 de novembro em Palmas. As salas de vacinas das Unidades de Saúde da Família (USFs) estarão abertas das 8 às 17 horas para vacinar todas as crianças menores de cinco anos de idade contra a poliomielite e crianças e adolescentes menores de 15 anos para atualizarem o esquema vacinal. É necessário levar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e o cartão de vacina.

A meta para a vacinação da poliomielite é de aproximadamente 17.700 crianças na faixa etária de um ano a menores de cinco anos. A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) forneceu 100% do imunobiológico para a Capital.

O objetivo da campanha de multivacinação é analisar se o esquema de vacinação desse grupo está completo e, para aqueles que estiverem faltando alguma vacina, serão aplicadas as doses necessárias.

Coronavírus

Mesmo diante da situação de pandemia mundial do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) reforça a necessidade de vacinar o maior número possível do público-alvo. Cabe destacar que são adotadas na rede municipal todas as medidas de proteção, reduzindo o risco de contágio da doença entre os servidores da saúde e também da população. Os profissionais de todas as 32 salas de vacinas do município foram treinados para executar as medidas de higienização nos atendimentos dos usuários.

Poliomielite

Segundo a Fiocruz, a poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada por vírus que pode infectar crianças e adultos e em casos graves pode acarretar paralisia nos membros inferiores. A vacinação é a única forma de prevenção. Todas as crianças menores de cinco anos devem ser vacinadas.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui