Divulgação

São quase cinco meses desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil. E o momento agora, segundo especialistas da área da saúde, é de alerta total em Palmas, devido ao aumento nas últimas semanas do contágio da doença na população. Profissionais da saúde chamam a atenção para alguns hábitos de cuidado e prevenção que estão sendo deixados de lado por parte da população.

A médica e especialista em Saúde da Família e Comunidade, Patrícia Póvoa, que atua na linha de frente do cuidado com as pessoas contaminadas com a Covid-19, é firme em relembrar que não podemos baixar a guarda em relação aos cuidados básicos para evitar a transmissão do vírus. A especialista diz que é fundamental continuar seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre como prevenir a Covid-19, e outras infecções, principalmente nos ambientes com maior circulação de pessoas.

A médica orienta que, além do uso da máscara que é indispensável ao sair de casa, ao chegar no ambiente de trabalho é importante promover a higienização das estações onde a pessoa executa sua atividade profissional, pois além da transmissão direta de uma pessoa contaminada à outra, as superfícies estão entre os principais meios de propagação do coronavírus. “É fundamental que todos os itens que compõem as estações de trabalho sejam higienizados regularmente com o auxílio de um pano, álcool ou desinfetante”, reforça.

A lavagem correta e constante das mãos também é essencial, observa a especialista. “A higienização das mãos com água e sabão é tão indicada quanto eficiente. Deve ser feita sempre que houver essa possibilidade”, orienta.

A profissional ressalta ainda que a transmissão do vírus ocorre de forma muito rápida e a infecção pode ocasionar uma síndrome respiratória grave, principalmente no grupo de risco, que são idosos acima de 60 anos e pessoas com doenças crônicas. “Estamos numa situação de alerta máxima. De emergência! O cuidado e esforço de todos serão muito importantes neste momento. O atual período requer mais cautela de toda a população”, frisa.

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui