Divulgação

Durante entrevista em TV na manhã desta segunda-feira (16/11), a prefeita de Palmas reeleita Cinthia Ribeiro (PSDB), comentou sobre o resultado da eleição e pontuou seus principais objetivos para os próximos anos administrando a capital.

Cinthia Ribeiro tem 43 anos, é natural de Anápolis (GO), e foi eleita pela primeira vez em 2016 na chapa do então prefeito, Carlos Amastha. Ela é fonoaudióloga formada pela Universidade Paulista (Unip), em Brasília, empresária e pós-graduada em direito e combate à corrupção. Em sua carreira política foi candidata à vice-governadora na eleição de 2014 na chapa de Ataídes Oliveira, mas não se elegeu.

A prefeita afirmou que com sua reeleição o município não precisará passar por um período de transição e isso vai garantir a execução do planejamento que vinha sendo feito.

“Para 2021 nós temos uma responsabilidade ainda maior. Se em 2 anos e sete meses nós fizemos tantas obras históricas esperadas por tanto tempo, a habitação e a educação também evoluíram muito, agora nós temos um período de pós-pandemia para administrar ”, afirmou.

Cinthia Ribeiro também comentou as aglomerações vistas durante a comemoração de sua vitória nas urnas. Segundo ela, a cidade está em uma situação mais tranquila e só vai tomar medias mais restritivas se houver um novo avanço do número de casos.

A prefeita falou ainda sobre o plano de construir um hospital municipal nos próximos dois anos, em parceria com universidades, e também sobre a retomada das aulas presenciais na rede municipal, que segundo ela só devem acontecer quando houver segurança.

“É uma construção que passa pelo crivo do Ministério da Saúde nos dar essa orientação, o Ministério da Educação nos dar a orientação de como serão contabilizadas essas horas-aula, principalmente para os pequenos que já estão em idade de alfabetização e o fundamental. E, claro, que todo esse trabalho é feito em conjunto com a secretaria de governo estadual que dá todas essas diretrizes para que nós possamos construir um diálogo das diretrizes bem estabelecidas”, disse.

Ainda durante a entrevista, a prefeita afirmou que deve entregar mais 3,5 mil unidades habitacionais até o fim do ano e para os próximos quatro anos pretende construir 4 mil casas.

“Esse mandato em particular é um mandato diferente. É um mandato onde temos a responsabilidade de trazer o cidadão, o povo palmense como centro, como protagonista das nossas ações. Um mandato que um gestor tem que ter a humildade de que é impossível fazer as coisas sozinho […] Agora nós temos um mandato para chamar de nosso, ninguém pode dizer que pegamos carona no mandato de alguém”, comentou.

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui