Divulgação

Um filhote de veado foi levado ao Centro de Fauna do Tocantins, em Palmas, após ser resgatado por uma estudante na TO-020, entre os distritos de Taquaruçu e Buritirana. Segundo a Guarda Metropolitana Ambiental, a jovem disse que viu o animal na pista e resolveu resgatá-lo já que havia risco de ser atropelado. O bicho passou o final de semana com a família da jovem em uma chácara.

Nesta terça-feira (21) a Guarda Metropolitana Ambiental foi chamada à casa da estudante de enfermagem, no setor Jardim Aureny II, para recolher o animal. Os profissionais identificaram que o veado é da espécie catingueiro.

A jovem contou à Guarda que ia com parentes para uma propriedade quando viu o animal perto de um estrada de chão. Segundo ela, o veado chorava e andava de um lado para outro.

“Levamos o filhotinho para chácara e depois trouxemos ele para Palmas. Eu não sabia como lidar com ele. É um animal muito dócil e pequeno. Foi de doer o coração vê-lo sozinho lá na estrada”, disse Mikaele Oliveira à Guarda Metropolitana.
Ela disse que alimentou o animal com leite em uma mamadeira. Dias depois, já no perímetro urbano, entrou em contato com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) que acionou a Guarda Metropolitana de Palmas.

De acordo com o guarda metropolitano que atendeu ao chamado, provavelmente a mãe do filhote foi morta por caçadores.

O animal foi recolhido sem ferimentos e entregue ao Centro de Fauna do Tocantins. O biólogo Tiago Scapini, do Naturatins, informou que por ser filhote e não ter condições de sobreviver sozinho na natureza, o animal deve ficar alguns meses internado antes de ser devolvido ao habitat natural.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui