Divulgação

Na noite desta quinta-feira (15), Fiscais de Obras e Posturas e da Vigilância Sanitária, com o apoio da Guarda Metropolitana, percorreram cerca de 20 bares e restaurantes das regiões Norte e Central de Palmas, para garantir que as medidas sanitárias estabelecidas pelo munícipio contra o novo coronavírus estejam sendo cumpridas. A ação coordenada pela Comissão de Monitoramento da Covid-19 irá se estender até domingo (18).

A operação teve início na Avenida Palmas Brasil Norte, e em todos os estabelecimentos visitados a fiscalização identificou algum tipo de irregularidade, como a falta de álcool em gel à disposição dos clientes e descumprimento do distanciamento mínimo entre as mesas. Entretanto, não foi encontrada nenhuma situação de aglomeração de pessoas. Além de emitir notificações, os fiscais fizeram abordagens educativas, orientando quanto às medidas sanitárias necessárias para reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus.

Já no Centro da Capital, dois estabelecimentos visitados foram notificados por realização de música ao vivo, prática ainda não autorizada. Além disso, foram constatadas as seguintes irregularidades:  falta de recipientes de álcool em gel em todas as mesas, ausência de cartazes alertando para obrigatoriedade do uso de máscara, e desrespeito ao distanciamento mínimo entre as mesas. Outros estabelecimentos também foram notificados, mas por não apresentarem alvará de licenciamento e autorização para utilização de mesas em calçada e estacionamento. Um balanço geral das ações de fiscalização será divulgado após o final de semana.

Para o administrador Welton Moreira, que foi fazer um lanche na Avenida Palmas Brasil Norte, a ação da comissão é positiva. “Sempre que saio, procuro locais que têm álcool em gel e distanciamento adequado, mas se houver aglomeração, eu não entro. Temos visto o exemplo da Europa que em alguns locais precisou fechar tudo novamente, porque o povo não respeitou. Por isso é preciso mesmo ter fiscalização para não ter outra paralisação aqui”, completou ele.

O presidente da Comissão de Monitoramento e secretário-executivo da Saúde do Município, Durval Ribeiro Júnior, lembra que, apesar do cenário epidemiológico em Palmas possibilitar a flexibilização gradual das atividades econômicas não essenciais, a população e comerciantes precisam manter a vigilância para os cuidados necessários, como uso de máscara, distanciamento social e uso de álcool em gel 70%

Comissão

A Comissão de Monitoramento para acompanhar o cumprimento dos decretos municipais que estabelecem medidas protetivas contra a Covid-19 foi instituída no último dia 9, pelo Decreto Municipal nº 1.953/2020, e é composta por titulares e secretários-executivos da  Secretaria Municipal da Saúde, mediante o apoio da Vigilância Sanitária; Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana; e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais, sob a presidência do secretário-executivo da Saúde. A duração da Comissão de Monitoramento se dará enquanto perdurar o estado de calamidade decorrente da pandemia pelo novo coronavírus.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui