Reprodução

Após a morte da servidora municipal, Francisca Romana Sousa Chaves, primeira morte registrada por coronavírus no Tocantins na noite desta terça-feira (14), órgãos e autoridades lamentaram a morte da assistente social. A Prefeitura e órgãos do Governo Estadual publicaram notas de pesar. Confira abaixo:

Secretaria de Saúde do Tocantins

“Na noite desta terça, 14, foi notificado o falecimento de Francisca Romana Chaves, primeira vítima no Tocantins de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus. De 47 anos e hipertensa, Romana residia em Palmas e foi a segunda paciente confirmada no Estado.

Internada desde o dia 18/03, Romana foi diagnosticada e assistida pela rede privada da Capital, sendo acompanhada por profissionais que se dedicaram nas últimas três semanas por sua vida.

O Governo do Estado do Tocantins se solidariza com a família e amigos de Francisca e deseja força, coragem e muita união para todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-la.”

Controladoria Geral do Estado

“Lamentamos profundamente o falecimento da assistente social Francisca Romana Sousa Chaves, irmã da servidora desta Controladoria-Geral do Estado, Regiane Sousa Chaves, Gerente de Acompanhamento do PPA e Avaliação de Desempenho da Gestão Governamental.

Prestamos a nossa solidariedade à toda a família, a qual acompanhávamos em oração desde a confirmação do diagnóstico de Covid-19 da Romana, que infelizmente não resistiu à infecção causada pelo novo Coronavírus.

Neste momento de despedida, rogamos a Deus para que conforte e ampare a família e todos aqueles que a amavam e admiravam.”

Prefeitura de Palmas

“Os integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Palmas externam profundo pesar e se solidarizaram com a família e os amigos da assistente social Francisca Romana Souza Chaves.

Romana era servidora pública municipal e conselheira do Comdipi – Palmas/TO, onde exercia seu segundo mandato. Profissional competente e uma verdadeira guerreira em especial na luta pela garantia dos direitos de idosos e demais pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“Sua luta incansável nos deixou um legado, Romana. Seguiremos firmes nesta luta por um mundo mais humano, digno e justo”, conselheiros do Condipi.”


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui