O Ministério Público do Tocantins entrou na Justiça com uma ação para obrigar uma moradora de Palmas a fazer tratamento contra a hanseníase. A paciente de 26 anos foi diagnosticada no posto de saúde da quadra 1.103 Sul, em 2019, porém, ela se recusa a tomar a medicação.

Segundo o MPE, a jovem recebeu orientação de que deveria tomar a medicação com doses mensais e diárias. Ela deveria ser acompanhada pela equipe de saúde com avaliações periódicas, mas está se recusando a seguir o protocolo.

A Secretaria da Saúde de Palmas informou à promotoria de Justiça que foi atrás da paciente, mas ela não compareceu à unidade de saúde por acreditar que não está com a doença. A mulher afirma que os sintomas são causados por reação a uma medicação.

O pedido feito pela promotoria é para que a mulher seja obrigada a retomar o tratamento imediatamente, sob pena de multa diária.

Hanseníase
A hanseníase é uma doença contagiosa causada pela bactéria mycobacterium leprae. Em graus mais avançados a enfermidade pode causar deformidades e incapacidades físicas irreversíveis. Além disso, o paciente infectado também pode contaminar outras pessoas.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui