Divulgação

Estudo que avalia os indicadores dos serviços de água e esgoto nas 100 maiores cidades do Brasil, o Ranking do Saneamento Básico 2020 mostra que Palmas (TO), atendida pela BRK Ambiental, foi a cidade que recebeu o maior investimento médio anual (per capita) em saneamento básico, R$ 178,18 por habitante, bem acima da média Brasil que foi de R$ 114,00 e das demais capitais que foi de R$ 67,91. Entre os destaques estão os avanços em fornecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, investimentos que somam R$ 300 milhões.

O estudo produzido pelo Instituto Trata Brasil avalia os números a partir do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) – ano base 2018 – e contempla as 100 maiores cidades brasileiras, onde habitam 40% da população do país. De forma geral, a análise reforça que 35 milhões de brasileiros (16,38%) não têm acesso ao abastecimento de água e 100 milhões (46,85%) não contam com o serviço de coleta de esgoto.

Palmas, onde a BRK Ambiental investiu R$ 300 milhões de 2012 a 2018, alcançou 85,04% da população atendida por serviço de coleta de esgoto no período, percentual superior à média das 100 maiores cidades do país (73,3%). A população atendida com coleta de esgoto era de 89.106 em 2008, e foi para 248.200 residentes, em 2018.

A capital tocantinense figura no primeiro lugar, junto com outras capitais do País, no atendimento urbano de água, com 100% de atendimento, além da primeira posição em novas ligações de esgoto (3.205). Atualmente, cerca de 240 mil habitantes têm acesso aos serviços de coleta de esgoto e todo esgoto coletado é 100% tratado. Para os próximos anos, para garantir a qualidade dos serviços, a previsão da concessionária é investir R$ 1 bilhão no Tocantins.

Saúde e educação

Os investimentos em saneamento básico refletem diretamente em melhorias de alguns índices de saúde e educação. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cada R$ 1,00 investido em saneamento, economiza-se R$ 4,00 em gastos com saúde.

Em Palmas, a incidência de internações totais por doenças de veiculação hídrica (verminoses, amebíase, giardíase, gastroenterite, febres tifoide e paratifoide, hepatite infecciosa e cólera) a cada 10 mil habitantes caiu de 13,36 (2010) para 5,31 (2018). Considerando as internações totais de crianças de 0 a 4 anos, grupo mais vulnerável a falta de saneamento básico, a incidência caiu de 103,03 (2010) para 46,95 (2018).

Essa redução resulta em economia na área da saúde, pois impacta positivamente no gasto com internações por doenças de veiculação hídrica. Segundo o Instituto Trata Brasil, no Tocantins, de 2010 a 2018, esses gastos caíram de R$ 2,1 milhões para R$ 601,9 mil. Em Palmas, essas despesas caíram de R$ 110,6 mil para R$ 59,2 mil, no mesmo período.

Para Thadeu Pinto, diretor de contrato da BRK Ambiental no Tocantins, o avanço dos indicadores em Palmas reforça que toda a sociedade se beneficia de um serviço de saneamento básico eficiente e com investimentos. “A BRK Ambiental tem um plano de investimentos para o Tocantins que prevê R$ 1 bilhão aplicados em água e esgoto nos 47 municípios que atua no Tocantins. Isso vai garantir que a população de outras cidades, assim como Palmas, possa também ser beneficiada com saneamento”, frisa.

Além da Capital, outras cidades como Colinas do Tocantins, Taguatinga, Gurupi e Araguaína estão recebendo obras de ampliação e implantação de redes de esgotamento sanitário, estações de tratamento e também redes de distribuição de água.

Confira os principais investimentos realizados pela BRK Ambiental em Palmas:

• Ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Palmas
A BRK Ambiental está investindo R$ 28 milhões na ampliação e modernização da Estação de Tratamento de Água (ETA) 006, de Palmas. A obra teve início em 2019 e quando pronta (junho/2020), será duas vezes maior que a estação atual. A melhoria tem como objetivo acompanhar o crescimento da população da capital.

• Água tratada para mais bairros de Palmas
Foram construídos mais de 32 mil metros de novas redes de água tratada em diversas áreas de Palmas. Por exemplo, os bairros Sonho Meu, Jaú e Rancho Diamante, localizados na região Norte de Palmas, passaram a ser abastecidos pela concessionária e as mais de 500 famílias dessa região agora possuem água tratada direto das torneiras de suas residências.

• Novo laboratório de análise da qualidade da água
A BRK Ambiental investiu 1,2 milhão em um novo laboratório de análise de água em Palmas. O novo laboratório permite a análise de 5 mil amostras de água por mês. A excelência operacional da empresa garantiu a acreditação do laboratório em diversos órgãos de controle, incluindo o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO).

• Reformas nas estações elevatórias e de tratamento de esgoto
As estações elevatórias e de tratamento de esgoto passaram diversas melhorias nos últimos dois anos. Implantação e ampliação de pátios de geobags para disposição do lodo gerado no tratamento. A aquisição de novas grades cremalheiras para retirada dos resíduos sólidos que chegam na ETE Norte. Também foram instalados neutralizadores de odor nas estações elevatórias, para minimizam o odor e contribuir para o bem-estar das pessoas que residem em áreas construídas próximas às estações.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui