Em uma roda de conversa sobre feminismo, defesa do direito da mulher à saúde e informações sobre o atendimento do Centro de Referência da Mulher Flor de Lis, cerca de 60 mulheres se reuniram na manhã desta quarta-feira, 11, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Taquaruçu. As mulheres presentes também participaram de sorteios de brindes doados por parceiros e servidores do Cras.

“Essa reunião é uma forma da gente comemorar o Dia da Mulher falando de direitos, de conquistas e de defesa da vida da mulher por outras mulheres. Precisamos estar unidas e assim lutar por novas demandas como a igualdade salarial e o fim da violência contra a mulher”, explica a psicóloga do Centro Flor de Lis, Fernanda Barreira.

A coordenadora do Cras Taquaruçu, Silvia Maria de Sousa Sá, destacou que a participação da comunidade foi muito positiva. “Tivemos uma reunião muito proveitosa, com debates intensos, esclarecedores, além de contar com a presença das mulheres atendidas no Cras, também recebemos um grupo de professoras e de alunas da Escola Estadual Duque de Caxias. Foi um momento ímpar de fortalecimento e valorização das mulheres de Taquaruçu”, disse Silvia.

A equipe agradeceu a participação do coletivo feminista Ajunta Preta que falou sobre a defesa do direito à saúde a partir dos impactos do capitalismo e privatizações.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui