Divulgação

Em 102 dias de monitoramento, Palmas chega a 1.501 casos confirmados de Covid-19 nesta quinta-feira, 25, após confirmar 69 casos novos diagnosticados. Segundo o Boletim Epidemiológico, a Capital conta com 10.946 notificações para síndrome gripal (SG), sendo que 4.632 casos foram descartados para o novo coronavírus. O município também registrou 16 mortes. A taxa de letalidade é de 1,1%.

Do total de casos confirmados, 895 (59,6%) estão recuperados, 569 (37,9%) estão isolamento domiciliar e 21 (1,4%) estão internados. Dentre os casos palmenses, 112 têm fatores de risco para agravamento da doença e 326 possuem comorbidades, que podem ser ou não associadas.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, dos 69 novos casos confirmados, 62 estão em isolamento domiciliar e sete estão internados. O Boletim aponta que quatro possuem comorbidade e três têm fatores de risco para agravamento da doença. Sobre a provável fonte de transmissão dos novos casos, 55 estão em investigação epidemiológica, nove tiveram contato com caso confirmado em Palmas, três se contaminaram por transmissão comunitária, um se contaminou após viagem para outro estado e outro após viagem para cidade do interior do Tocantins.

Internações

A taxa de ocupação hospitalar de Palmas chegou a 49,6%. A taxa de ocupação de leitos clínicos públicos e privados é de 42,47% e a taxa de ocupação de leitos de UTI públicos e privados é de 59,62%. Segundo a Vigilância Epidemiológica, há 21 pacientes residentes da Capital internados com Covid-19, sendo que 15 são estáveis e seis graves. Em Palmas também há 11 pacientes residentes do município internados com suspeita da doença. De outras localidades há 20 pacientes internados com a doença, sendo 16 graves e quatro estáveis. Com a suspeita, há oito pacientes de outros locais internados na Capital.

Testes

Foram realizados 716 testes para rastreio e diagnóstico da doença.

A testagem de rastreio é realizada em servidores da saúde, segurança pública e sistema prisional e tem como objetivo desvendar um panorama preciso sobre situação epidemiológica. Foram realizados 520 exames para rastreio, dos quais seis pessoas testaram positivo.

Para diagnóstico foram feitos 196 testes, o Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) testou 39 pessoas e 12 tiveram diagnóstico positivo. O Laboratório Municipal de Palmas testou 116 pessoas e 43 testaram positivo. Já as farmácias e a rede privada testaram 41 pessoas e 14 tiveram diagnóstico positivo.

Contágio

Sobre a origem do contágio dos 1.501 casos confirmados, 748 (49,8%) contaminaram-se por transmissão comunitária, 505 (33,6%) tiveram contato com casos confirmados em Palmas, 95 (6,3%) estão em investigação epidemiológica, 87 (5,8%) foram infectados após viagem para outros estados, 59 (3,9%) contraíram o vírus após viagens para o interior do Tocantins e sete pessoas (0,5%) estiveram em viagem no exterior.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui