Divulgação

Fiscais da Prefeitura de Palmas já autuaram 56 estabelecimentos e outros 55 foram notificados por descumprir o decreto municipal que proíbe o funcionamento do comércio durante o período noturno na Capital. O decreto foi publicado no dia 10 de julho e foi prorrogado até dia 6 de agosto.

O decreto proíbe o funcionamento de comércios das 20h às 5h. A norma causou polêmica e pelo menos duas ações foram abertas na Justiça questionando a medida, mas em uma delas a 2ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas negou o pedido, dando razão à prefeitura.

Comerciantes ficaram preocupados com os reflexos da medida e chegaram a falar em demissões. Alguns moradores também reclamam do pouco tempo para ir às compras após o expediente. “Para quem trabalha o dia todo e a noite chega em casa precisa comprar alguma coisa correndo e aí está fechado”, comentou a Maria de Paula.

Palmas tem nesta quinta-feira (29) 4.963 casos confirmados de coronavírus e 36 mortes de pacientes que estavam com a doença, segundo o boletim estadual.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui