Um homem de 24 anos foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (24) suspeito de participar da tortura e morte de um jovem de 28 anos em Palmas. O crime foi em fevereiro deste ano, no setor Irmã Dulce, sul de Palmas. Outros dois homens que foram identificados, mas não estão presos, também teriam participado do assassinato. Nem a vítima, nem os outros envolvidos tiveram os nomes divulgados pela Secretaria de Segurança Pública.

A investigação aponta que a motivação foi um engano. Os três homens acreditavam que a vítima pertencia a uma facção criminosa rival, mas a investigação apontou que ele na verdade não tinha nenhum envolvimento com o mundo do crime. Como os quatro se conheciam, os três atraíram o rapaz para o local do crime com um convite para uma confraternização.

As torturas foram feitas usando um facão e um porrete. Parte das agressões e o assassinato chegaram a ser filmadas pelos acusados. O corpo foi jogado no Córrego Machado, que passa pelo setor.

A investigação foi conduzida pela delegada Luciana Coelho Midlej, da 1º Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ele pediu que a Justiça determinasse a prisão preventiva do homem de 24 anos, que é a prisão sem prazo definido. O pedido foi atendido e o rapaz levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerá à disposição da Justiça.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui