Divulgação

O Tribunal do Júri condenou Carlos Henrique Evangelista Vilas Boas a 12 anos de prisão por degolar Pedro Pereira da Silva, de 53 anos, em um assentamento de Aragominas, no dia 12 de novembro de 2018. O réu e um adolescente usaram uma faca e um facão para assassinar a vítima. O julgamento foi realizado nesta quinta-feira (27) em Araguaína.

Carlos Henrique foi condenado por homicídio qualificado, praticado por motivo fútil, com uso de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, conforme havia pedido o Ministério Público Estadual. O réu respondeu ao processo em prisão preventiva e assim continuará até que sejam julgados os recursos.

Segundo o MPE, consta nos autos que Carlos Henrique e um adolescente ingeriam bebida alcoólica em um bar, quando a vítima, visivelmente embriagada, passou a incomodar pessoas que jogavam sinuca, fato que causou irritação.

Assim que deixaram o bar, os dois abordaram a vítima e começaram a agredi-la com tapas e socos. Depois, voltaram armados onde o haviam deixado desmaiado. Conforme o MPE, o laudo apontou que Pedro tentou se defender, mas foi arrastado por mais de 30 metros até um campo de futebol, onde foi atingido por golpes de arma branca.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui