Divulgação

Homem de 28 anos foi preso em Araguacema, oeste do estado, acusado de causar incêndio  florestal de grandes proporções em 2010, quando tinha 18 anos. A investigação indica que ele colocou fogo em uma mata às margens da TO-080 para ‘limpar’ e o fogo saiu do controle.

O fogo levou dias para ser apagado pelas brigadas e o Corpo de Bombeiros e acabou destruindo vários hectares de fazendas e do cerrado na região. O ano de 2010 é até hoje o pior de toda a série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no que diz respeito ao número de queimadas no Tocantins. Em todo aquele ano foram 29.100 focos registrados pelos satélites do Inpe.

O homem preso nesta quarta-feira (24) havia sido condenado pelo crime ambiental em 2016, mas não se apresentou e nem foi encontrado para dar início ao cumprimento da pena. Ele viveu como foragido nos últimos quatro anos. O tamanho da pena do home não foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública, assim como o nome dele.

A operação para prender o homem foi comandada pelo delegado Antonio Onofre. O condenado foi levado para a Cadeia Pública de Araguacema.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui