Divulgação

Durante este domingo (8/11), a Polícia Militar prendeu cinco homens suspeitos de violência doméstica em Gurupi. A PM informou que três foram presos por agressão física contra as ex ou atuais e outros dois homens foram detidos por descumprimento de medida protetiva.

Segundo a PM, um dos casos de maior repercussão foi registrado na avenida Guaporé, região central da cidade. Uma mulher, de 51 anos, estava sendo agredida pelo ex-companheiro. O suspeito é um homem, de 36, que havia desrespeitado a medida protetiva.

A polícia informou que o homem saiu do local e depois retornou com uma faca. O suspeito passou a ameaçar a vítima, mas foi preso em flagrante pelos militares.

Após as prisões, todos os autores foram conduzidos e apresentados na Delegacia Central de Flagrantes para os procedimentos legais. Desde 2018, um novo artigo acrescentado à Lei Maria da Penha considera como crime o descumprimento de medida protetiva de urgência. A sanção é detenção de três meses a dois anos.

O comandante da PM em Gurupi, tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza, destacou que as equipes têm intensificado as ações preventivas e repressivas contra esse tipo de crime. A Patrulha Maria da Penha atua no apoio às mulheres vítimas de violência doméstica, detentoras de medidas protetivas de Urgência expedidas pelo Poder Judiciário.

Além da própria vítima, qualquer pessoa pode fazer uma denúncia de violência doméstica. Basta ligar para o disque-denúncia da Polícia Civil (197) ou para o número 190 (Polícia Militar), ou ainda para o 180, que é o número nacional de combate à violência contra a mulher. A ligação é gratuita e o denunciante terá sua identidade preservada ou, se preferir, nem precisa se identificar.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui