O ex-prefeito de Palmas, Raul Filho (PSD), e a esposa, a ex-deputada estadual Solange Duailibe (PT), foram condenados à prisão pelo juiz Rafael Gonçalves de Paula, da 3ª Vara Criminal de Palmas, que sentenciou uma ação do Ministério Público do Tocantins que denunciou esquema de corrupção da empresa Delta com a Prefeitura de Palmas.

Na decisão, o magistrado também imputa pena de detenção ao empresário Carlinhos Cachoeira e dois ex-servidores da prefeitura na gestão de Raul Filho entre 2005 e 2012. Os condenados tiveram assegurados pelo juiz o direito de recorrer em liberdade. A informação foi publicada em primeira mão pela coluna Antena Ligada, do Jornal do Tocantins.

De acordo com a coluna, na denúncia que começou em 2012 na primeira instância, subiu para o Tribunal de Justiça durante o mandado da deputada Solange e voltou para a 3ª Vara Criminal após o fim do mandato, o MPTO aponta que os réus formaram uma organização criminosa que praticou fraudes em licitações para limpeza urbana de Palmas, que totalizaram R$ 116.980.831,79, em contratos firmados entre a Delta Construções e a Prefeitura de Palmas.

Os dois ex-servidores da Prefeitura de Palmas são: Jair Correia, ex-presidente da Agência de Serviços Públicos (atual Infraestrutura), condenado a 7 anos e 6 meses de detenção e a ex-presidente da Comissão de Licitação de Palmas, Kenya Tavares Duailibe, com condenação a 1 ano de prisão mais 7 anos, 3 meses e 24 dias de detenção, em regime semiaberto.

Mais detalhes: https://www.jornaldotocantins.com.br/editorias/politica/antena-ligada-1.1694939/raul-filho-e-solange-duailibe-condenados-%C3%A0-pris%C3%A3o-por-esquema-da-delta-e-cachoeira-em-palmas-1.2027570


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui