Divulgação

A ação civil pública assinada pela presidente estadual do PSL no Tocantins, deputada Vanda Monteiro e o vereador Gerson Alves, presidente metropolitano da sigla foi protocolada na justiça nesta terça-feira, 7.

A ação pede que a justiça impeça a Energisa Tocantins de reajustar as tarifas praticadas nas contas de energia dos consumidores do Estado. O aumento anunciado pela Aneel pode ser superior a 8%.

Vanda Monteiro e Gerson Alves justificam a iniciativa ao defenderem as relações e consumo, apoiados no código de defesa do consumidor. “Em seus incisos a lei é clara ao abordar a dignidade do consumidor que será desrespeitada com esse aumento absurdo em meio a pandemia. Além disto, é preciso clareza nas ações da concessionária para justificar esses valores”, explicou a presidente do PSL estadual Vanda Monteiro.

Após o anúncio de reajuste, Vanda Monteiro protocolou junto a Energisa um ofício solicitando a suspensão imediata do aumento.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui