Divulgação

Em entrevista após reunião na manhã desta quinta-feira (27/8), o governador Mauro Carlesse (DEM) e a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB) não apresentaram nenhuma medida nova de combate ao coronavírus na capital. Atualmente, Palmas é a cidade com mais casos no estado com 11.584 e 82 mortes.

Carlesse afirmou que a reunião foi “muito produtiva” e vai fazer o convite também aos prefeitos de Gurupi, Araguaína e Paraíso do Tocantins, entre outras cidades. Segundo o governador, os gestores precisam trabalhar juntos para desafogar o sistema de saúde.

“Essa reunião foi muito produtiva. Os nossos técnicos, secretários de saúde juntos nessa reunião. É aquilo assim: o que a senhora tá precisando? O que o senhor tá precisando, prefeito? Qual a dificuldade? O Estado tem um volume grande de compras de estrutura e pode adiantar bastante esse serviço”, afirmou.

Mesmo sem anunciar nenhuma medida nova o governador afirmou que a população vai sentir rápido uma mudança. “O que nós discutimos rápido foi: não podemos esperar, vamos agir rápido. Os nossos secretários têm que agir rápido porque quem fica doente não tem tempo”, disse.

Ao ser questionado sobre o que muda, o governador disse que pretende agilizar os processos para aumentar a quantidade de leitos em Palmas.

“Agora foi definido com a prefeita que nós vamos ajudar a aumentar a quantidade de leitos […] o que o governo vai fazer? poder agilizar ela na dificuldade. Por exemplo, falta cama, vamos agilizar, faltou algum remédio, nós vamos agilizar e colocar à disposição toda a estrutura que o Estado tem para agilizar o processo dela”, disse o governador.

Carlesse afirmou que não foram discutidas medidas mais restritivas como lockdown, mas se houver aumento de casos e chegar a uma “bandeira vermelha” vai sentar para discutir restrições. Disse ainda que o Estado fez tudo que era preciso, não está em uma situação complicada e até encontrou um equilíbrio. Segundo ele, a situação poderia ser pior.

“Tá lotado? Com certeza tá lotado, mas também poderia não estar nem atendendo o limite e a condição que vinha os outros estados. Nós chegamos em um equilíbrio e estamos tomando as providências”, afirmou.

Nesta quinta-feira (27), foram registrados 1.218 diagnósticos de coronavírus e 14 novas mortes causadas pela Covid-19. O total de infectados no estado agora é de 47.558 e o número de óbitos chegou a 635.

Com informações do G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui